domingo, 31 de Maio de 2009

Pink Day - Isto não é uma Panna Cotta…

Depois de dois dias da cor e duas Panna Cottas resolvi inventar… primeiro pensei numa Panna Cotta de Morango ou de Framboesa para manter a tradição mas depois pensei que “a tradição já não é o que era” :) e inspirada pela Rute e pela Gasparzinha aventurei-me na invenção de uns… como é que lhes hei-de chamar? Pudins? Mousses Enformadas? Uns Cremes de Morango com Tofu… consegui uma boa consistência com zero natas, zero leite condensado e zero açúcar… parece-me bem… para o excelente sabor muito contribuíram os morangos que eram claro está, maduros e biológicos… ainda não me sinto muito confortável com o Agar, resultado de muitos anos com a gelatina mas acho que resultou.

Ingredientes para o Creme de Morango:
125gr de Tofu
250gr de Morangos
2 Iogurtes de Frutos Silvestres
15gr de Agar Agar

Ingredientes para a Gelatina de Ginjinha:
200ml de Ginjinha
4gr de Agar Agar

Aquecer a ginjinha até levantar fervura, nessa altura misturar o Agar até dissolver e colocar num recipiente para formar uma camada fina que se possa depois cortar com um corta bolachas.
Bater muito bem o tofu com os morangos (sem pé) e os iogurtes, 2 minutos Velocidade 7 na Bimby ou com uma varinha mágica. Aquecer 200 ml de água e dissolver aí o Agar (tem de se ser rápido porque a tendência é para solidificar muito depressa) misturar o Agar com o creme de morangos e levar ao frio em formas pequenas ou numa grande.
Para servir cortar a gelatina de ginjinha em círculos e sobrepor alguns, por cima colocar o creme de morango desenformado e decorar com alguns morangos.

quinta-feira, 28 de Maio de 2009

Tartes de Ervilhas com Queijo Feta

O que se faz quando se está triste e se tem um nó na garganta que não deixa passar nada?
Normalmente faço biscoitos ou bolachas quando tenho que pensar, ter as mãos ocupadas na massa ajuda-me muitas vezes a colocar as ideias em dia... mais tarde ou mais cedo vou ser obrigada a tomar uma decisão que não gostava de tomar... tenho uma gata com quase 18 anos que desde domingo está "triste", mais parada e a comer menos... o veterinário diz que por enquanto é só idade mas que brevemente ela poderá começar a sofrer e nessa altura tenho de tomar uma decisão... não é fácil... claro que não quero que ela sofra mas tenho sempre a esperança que possa melhorar... entretanto como está muito calor para biscoitos fiz umas tartes para ver se me animo.

Ingredientes para a Massa Quebrada:
150gr de Farinha (usei integral)
65gr de Manteiga sem sal
1 Colher de Chá de sal
1 Colher de Chá de Açúcar
75 ml de água

Desde que tenho Bimby faço tudo em 15 segundos/ velocidade 5 mas para quem não tem é misturar tudo com a batedeira ou com os dedos até ter uma areia grossa, não se deve misturar muito para a massa não ficar dura depois de cozida. Com esta quantidade massa fiz 6 tartes pequenas.

Ingredientes para o Recheio:

120 gr de Queijo Feta (a receita pedia queijo de Cabra)
300gr de Ervilhas
1 Ovo
2 Colheres de Sopa de Hortelã fresca picada
200 ml de Natas (Usei 100 ml de Natas e 100ml de Leite)

Cozer as ervilhas em água e sal, esmagar metade e reservar a outra metade. Bater o ovo com o leite e as natas (ou só com as natas) e juntar as ervilhas esmagadas e inteiras, misturar o queijo aos bocados e a hortelã, temperar com sal e pimenta (com o feta não usei sal porque normalmente já é um pouco salgado). Colocar o recheio nas formas forradas com a massa e levar ao forno a 200º até estarem douradas.

Receita adaptada da Revista Delicious de Junho de 2009.

Esta foto está como eu hoje, "descolorida" e só a publiquei porque fechei o Grilo Falante no armário :)

Gelado de Chocolate e Manteiga de Amendoim

Desde que cheguei que não tenho tido tempo de fazer mais alguns posts que tinha pensado, entretanto com o passar dos dias a viagem já me parece uma coisa tão longínqua... por outro lado a vontade de cozinhar não tem sido muita e tenho-me ficado por coisa simples e pouco "blogáveis"... ontem com o calor que subitamente chegou apetecia-me um gelado... quando isso acontece normalmente abro o livro do David Lebovitz... só havia um pequeno problema... não tinha leite (por isso todos os gelados com base Custard ficavam de fora) nem fruta "sorvetável"...folhei, folhei... até que apareceu um gelado de chocolate com manteiga de amendoim, acho que Freud teria muito a dizer sobre uma pessoa que não tem leite nem fruta em casa mas tem manteiga de amendoim... mas adiante :) o gelado tem uma preparação muito rápida mas acho que tem de ser consumido com moderação porque fica bastante forte.

Ingredientes:
2 Chávenas (500 ml) de Natas
1/4 Chávena (25 gr) de Cacau em Pó
1/2 Chávena (100 gr) de Açucar
Pitada de Sal
1/2 Chávena (130 gr) de Manteiga de Amendoin

Levar ao lume as natas, o cacau, o sal e o açucar até levantar fervura, nessa altura misturar a manteiga de amendoin e deixar arrefecer antes de levar à sorveteira.

quarta-feira, 20 de Maio de 2009

O Alimento dos Deuses


O templo de Man Mo foi das coisas que mais gostei de visitar, talvez porque Hong Kong é super povoado de lojas e centros comerciais, soube-me bem entrar num sítio calmo.
Todas as espirais que se vem no tecto são espirais de incenso acesas e por isso o ar é algo pesado, todas têm uma etiqueta pendurada com uma data e um pedido ou agradecimento aos Deuses, existem de vários tamanhos e penso que terá o seu equivalente nas velas utilizadas na religião católica, a diferença está em que para além de flores os deuses são presenteados com frutas.
O templo foi construido na primeira metade do Século XIX e é dedicado a duas divindades, Man (Deus da Literatura) e Mo (Deus da Guerra). Encontrei este video no You Tube onde se pode ver como é por dentro.

Nem Tudo são Diferenças...

Em Hong Kong e especialmente em Macau é fácil encontrar pasteis de nata devido à influencia Portuguesa no Território, aqui chamam-se "Portuguese Egg Tart" e houve um dia em que ainda tentámos pedir canela para o sabor ficar completo mas não tivemos sorte nenhuma :)

terça-feira, 19 de Maio de 2009

Uma Sopa Muito Especial...

Pois é... pois é... já vi que ninguém acertou... não era fácil... como vos disse é uma iguaria muito apreciada com a qual se faz uma sopa... como podem ver vem numa embalagem de presente porque é um produto verdadeiramente caro... mas chega de suspense... é língua de cão... uns cães especiais com a língua preta... para mim que não como muita carne e apesar de ser Portuguesa não como uma série de coisas como língua de vaca ou pés de porco imaginem a impressão que me fez... mas no fundo são apenas diferenças culturais e é nelas que reside metade da graça do mundo.

segunda-feira, 18 de Maio de 2009

O que será?

Depois de 15h de voo estou de volta com muitas histórias de diferenças alimentares. Para mim a grande graça das viagens está sempre na diferença, viajar para comer o mesmo/ver o mesmo/entrar nas mesmas lojas... não tem piada. Claro que 10 dias são suficientes para se sentir falta de alguns alimentos mas nada com o qual não se possa viver.
Tentei comer sempre comida asiática (Chinesa, Tailandesa, Vietnamita e no último dia Japonesa) podia ter feito a concessão da omnipresente comida Italiana ou das cadeias de Fast Food que existem iguais a si mesmas em todo o lado mas isso não teria sido tão interessante.
Mas a curiosidade tem limites e houve coisas que nem me atrevi a provar....deixo-vos uma foto do que mais estranho* encontrei, sei que é uma especialidade em Macau mas também vi à venda em Hong Kong... não me deixaram tirar foto na loja por isso teve de ser através do vidro... gostava que tentassem adivinhar o que está dentro da caixa no meio da foto... no próximo post já vos desvendo o mistério.
*claro que o conceito de estanho é subjectivo... nós Portugueses comemos alguns alimentos como caracóis, polvo ou coelho que não são vulgares noutros países.... tudo é uma questão de gosto... e gostos como todos sabem.... não se discutem :))

segunda-feira, 11 de Maio de 2009

Já cá estou...

Já há algumas histórias para contar mas para começar aqui fica a conta do primeiro almoço e uma primeira constatação das diferenças culturais... nos restaurantes os chineses não colocam guardanapos nas mesas.... várias refeições depois continuamos a não saber onde limpam a boca no fim... bom há excepções... hoje ao jantar fomos presenteados com um belo rolo de papel higiénico em cima da mesa... já não é mau :))

quinta-feira, 7 de Maio de 2009

Até já...


Depois de algumas incertezas e do "vai-não vai" que se instalou na minha vida desde domingo já estou de malas feitas para uma das coisas que mais gosto de fazer... "conjugar o verbo ir" :)
Espero comer muitos Dim Sum e tirar algumas fotos de alimentos diferentes uma vez que esta é a minha primeira viagem pós blog.

terça-feira, 5 de Maio de 2009

Sopa de Noodles Vegetarianas

Desde Janeiro que tenho marcada ou devo dizer tinha?… uma viagem para Ásia para o próximo dia 8 mas as últimas novidades sobre a Gripe tipo A vieram alterar os planos… no fim de semana fecharam um hotel inteiro em Hong Kong (porque tinha lá estado um cidadão infectado) durante uma semana ninguém entra nem saí… digamos que atravessar o mundo para ficar fechada num hotel não é propriamente o meu ideal de férias…Parece que a Ásia vai ter de esperar... Entretanto como uma sopinha chinesa para me aquecer a alma e mitigar um pouco a tristeza de todos os planos suspensos…

Ingredientes:
1/2 L de Caldo de Legumes - Usei um caseiro
2 Cogumelos
1 Cenoura
Ervilhas
Espinafres ou Couve*
Noodles
2 Colheres de Sopa de Molho de Soja
1 Colher de Sopa de Óleo de Sésamo

Aquecer o caldo de legumes com o molho de soja e o óleo de sésamo. Juntar os cogumelos cortados em fatias, a cenoura em palitos, as ervilhas e as noodles, cozer o tempo indicado na embalagem das noodles (normalmente 5 a 8 minutos) apagar o lume e juntar uma mão cheia de espinafres ou de couve que com o calor vai murchar mas ainda ficar crocante.

*usei uma couve que descobri à pouco tempo e de que estou fã, chava-se couve Japonesa.

segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Ameixas Assadas com Mascarpone e Gelatina de Mel


Esta receita serviu para salvar as primeiras ameixas do ano que apesar de biológicas não se revelaram muito doces.
A receita incluía um estaladiço de mel, mas como não tinha o xarope de milho que era pedido resolvi substituir por uma gelatina de mel, o creme que acompanha é uma mistura de natas e mascarpone mas cortei calorias usando apenas uma noz de mascarpone com umas gotas de sumo de limão.

Ingredientes para as Ameixas:
½ Chávena de Vinho do Porto
1/3 Chávena de Mel
1 Estrela de Anis
1 Pau de Canela
1 Casca de Laranja
3 Ameixas

Ingredientes para a Gelatina de Mel:
50 ml de água
2 Folhas de Gelatina
3 Colheres de Sopa de Mel

Ingredientes para o Creme:
¼ Chavena de Natas
½ Mascarpone

Misturar o vinho com o mel, a estrela de anis, o pau de canela e a casca de laranja. Cortar as ameixas em 8 partes e retirar o caroço. Numa taça de ir ao forno colocar as ameixas e cobrir com a mistura anterior, levar ao forno a 180º mais ou menos 30 minutos.
Demolhar as folhas de gelatina em água fria e à parte aquecer os 50 ml de água, dissolver as folhas na água quente e juntar o mel, colocar numa taça de forma a ficar com uma camada de ½ cm de altura e levar ao frio.
Bater as natas até formarem picos suaves e misturar o mascarpone.
Na altura de servir as ameixas colocar por cima uma noz de mascarpone e a gelatina cortada em tiras como se fosse fettuccine.
Receita ligeiramente adaptada da Revista Living de Setembro de 2008.