quarta-feira, 29 de Setembro de 2010

Brownie, CheeseCake e Framboesas... Poderá Haver Melhor?

Qualquer dia tenho de mudar o nome do blog para Tangerina Aderente ao Açúcar ;)
As sobremesas ultimamente são rainhas por aqui. Não, eu não vivo só de doces (mas tenho pena) mas vou-vos contar um segredo... daqueles segredos que não são bem segredos porque toda a gente sabe... as sobremesas são muito mais fotogénicas que a maior parte dos pratos e quando não se fotografa lá muito bem e se tem um blog de culinária... pois.... já perceberam, não é?
.
Esta receita estava na minha lista há já algum tempo mas só agora surgiu a oportunidade de a fazer. É deste livro que recomendo vivamente ou então a visita a uma das lojas em Londres. Eu sei que Londres não é propriamenteali ao virar da esquina :) mas se um dia passarem por lá não deixem de visitar este templo de ode à "não dieta" e isso que eu não sou uma "Cup Cakes fã" ;)
.
Ingredientes para o Brownie:
200gr de Chocolate
3 Ovos
250gr de Incing Sugar
110gr de Farinha
200gr de Manteiga
.
Ingredientes para a CheeseCake:
400gr de Queijo Creme
150gr de Incing Sugar
2 Ovos
1/2 Colher de Chá de Extracto de Baunilha (não usei)
.
Ingredientes para o Creme de Framboesa:
300gr de Natas
100gr de Incing Sugar
150gr de Framboesas mais algumas para decorar
.
Ligar o Forno a 170º. Para o Brownie começar por derreter o chocolate em banho maria ou no microondas (4 minutos a 180º). Bater a manteiga com o açúcar até obter um creme suave e sem parar de bater juntar os ovos, um de cada vez, juntar a farinha mexendo bem e por fim o chocolate derretido.
Colocar numa forma rectangular, a medida aconselhada é 33x23x5cm, mas eu usei uma quadrada.
Para a Cheesecake, misturar o queijo com o açúcar e o extracto de baunilha (se usar) até obter uma mistura homogénea e sem parar de bater juntar os ovos, um de cada vez.
Colocar a Cheesecake por cima do Brownie e levar ao forno 30 a 40 minutos até a Cheesecake estar dourada à volta mas o com o centro ainda pálido. Deixar arrefecer completamente e refrigerar pelo menos durante 2h ou de um dia para o outro.
Para o Creme de Framboesa bater as natas com as framboesas e com o açúcar até obter um creme firme.
Na altura de servir cobrir a Cheesecake com o creme de framboesas e enfeitar com framboesas frescas, usei também umas folhas de hortelã.
.
Esta fantástica foto foi tirada pela Querida Helena, na minha opinião uma das melhores fotógrafas (não profissionais) da Blogosfera Culinária. Por isso, um Grande Obrigada!

segunda-feira, 27 de Setembro de 2010

Tom o Quase Lorde...

É necessário dizer que eu sou um gato de família, nasci em casa com todo o conforto, viviam lá também a mãe e a tia descendentes de uma linhagem de gatos amarelos raríssimos e como todos sabeis em vias de extinção… Sou por isso quase um Lorde.
Depois cheguei cá a casa e até achei o sítio agradável, tem sol, pouco barulho… Não se está mal…! Para um ser inteligente e culto como eu até tem bastantes livros onde sempre me posso deitar. Sou também muito modesto e não gosto de me gabar mas é necessário dizer que falo várias línguas, falo gatês e falo e entendo humanês, não sou como “certos gatos” com nome de comida que só falam gatês e mesmo assim tem problemas de expressão….! É outro berço… ou a ausência dele…!

Não sou um “Morning Cat” ao contrário do“plebeu” que todos dizem ser mais sociável… Tretas… Está-me sempre a contar que viveu na rua e como aquilo era divertido mas depois não sabe nada de nada… E tem um dicção que ninguém o percebe… Começo a achar que ele inventa metade das histórias só para ver se me impressiona…!
Na hora de comer diz-me sempre… “Tom vai lá pedir qualquer coisa que a ti é que te percebem…” Já vos disse que eu é que falo línguas, não disse? E lá vou eu…. Ou tentar encontrar a Senhora do Catering Felino e falar com ela ou se ela estiver na cozinha sentar-me ao lado da tigela e "dizer-lhe" umas palavras. Só nessa altura chega ele… O grande “aventureiro” que viveu na rua 4 meses e que era muito despachado…. Pois devia ser… Nota-se logo quando a porta da rua se abre e ele nem tenta sair… aventureiro… sim, sim.

Esta foto foi simpaticamente tirada pela Tia Canela para quem pousei com desenvoltura. E apenas um à parte… esta mania que alguns humanos têm de terem nomes de comida é um bocadinho estranha…. São Ameixa, Laranja, Canela, Pipoka… mais a Tangerina que já cá vive… enfim... Mas esta gente não tem nomes normais? E depois eu é que sou estranho.

terça-feira, 21 de Setembro de 2010

Mousse de Chocolate em 5 Minutos

Se eu pedisse a algumas das pessoas que me conhecem que me definissem em 3 palavras, não tenho a certeza se a "curiosidade" seria uma delas… Mas é a curiosidade um dos meus motores… É por ela que viajo, é por causa dela que compro livros e revistas com receitas que nunca terei tempo de fazer nem que viva várias vidas…. É por causa dela que comecei a ver blogs…. E por ela que gosto de conhecer pessoas e é sempre por curiosidade que experimento receitas novas… como esta… que leva Marshmallows…. isso mesmo... Marshmallows.... Medo ;)
.
A última vez que comi uma “coisa” destas foi há mais de 30 anos…. Nessa altura eram comprados em Espanha e eu e a minha amiga Ana sempre lhes chamámos "Petifofas"… Vá-se lá saber porquê… Até hoje não sei se era o nome que lhe davam em Espanha ou se nós simplesmente o inventámos…. :)
.
Acho que só ouvi a palavra "Marshmallows" muito mais tarde, estive num colégio em Boston e uma das professoras falou deles… Ela ficou com um ar chocado quando eu lhe disse que não sabia o que era… Mas não conseguiu superar o meu ar de choque quando ela me disse que não sabia onde ficava o Haiti…. Não sei qual de nós as duas ficou a ganhar com a troca de informação….!
.
Mas adiante…. Num raro momento de zapping televisivo encontrei a Nigella a fazer esta mousse. Ela estava com aquele seu ar de “Uhmmmm, isto é mesmo fantástico, têm de provar”... enfim... o ar dela :)
A curiosidade falou mais alto e os Marshmallows voltaram à minha vida de pessoa que tenta não comer “coisas que vem dentro de pacotes e tem cores estranhas” :)
.
Se valeu a pena? Valeu, e muito! A mousse além de ultra rápida, é cremosa, espessa, densa e muito, muito boa.
.
Ingredientes:
150g de Marshmallows
50g de Manteiga
250g de Chocolate com 70% de Cacau
60ml de Água Quente
300ml de Natas
.
Já que era para ser rápido coloquei todos os ingredientes (menos as natas) no microondas 4 minutos a 360º. Quando acabou o tempo misturei tudo para obter uma mistura homogénea e juntei as natas previamente batidas.
.
A da foto está mais espessa porque passou a noite no frigorífico, mas passados alguns minutos de estar no frio já está uma mousse pronta a consumir, podendo ser feita no início de qualquer refeição para ser consumida no fim.

quarta-feira, 15 de Setembro de 2010

Doce de Figo com Especiarias no Microondas


Esta receita está impressa desde os tempos em que eu nem pensava sequer em ter um blog. Mas no últimos anos o padrão têm sido sempre o mesmo.... compro os figos e eles desaparecem como “por magia” :) nunca sendo suficientes para fazer quase nada com eles e muito menos um doce...
.
Há exactamente um ano fui salva pela Pipoka e este ano a generosidade tocou-me literalmente à porta pelas mãos da Querida Laranjinha, que num acto de supremo luxo me trouxe até casa uma bandeja enorme cheia de figos. Alguns desapareceram logo, outros foram sendo usados em saladas, mas já não houve desculpas para não fazer o doce.
.
O microondas é um objecto que nunca tinha sido antes usado para fazer doces, na verdade eu uso-o muito pouco, mas revelou-se muito competente :)
A única alteração que fiz à receita foi a redução da quantidade de açúcar e mesmo assim acho que podia ter reduzido mais. Para comer com queijo de cabra está óptimo mas para comer por exemplo com bolachas acho que podia ser menos doce.
.
Ingredientes:
1 e 1/2 Chávena de Figos Frescos e Pelados (são +/- 350gr)
1/2 Chávena de Laranja sem pele e sem sementes cortada aos cubos
1 e 1/2 Chávena de Açúcar (usei apenas 230gr)
3 Colheres de Sopa de Sumo de Limão
1/4 de Colher de Chá de Gengibre em Pó
1/4 de Colher de Chá de Cravinho em Pó
1/4 de Colher de Chá de Canela em Pó
1/2 Colher de Chá de Manteiga
.
Colocar todos os ingredientes numa taça que possa ir ao microondas, misturar bem e deixar macerar cerca de 30 minutos.
Levar ao microondas onde o tempo total de cozedura será de 15 minutos na potência máxima. Nos primeiros 8 minutos deve-se deixar cozer e depois deve-se ir mexendo mais ou menos de 3 em 3 minutos. No meu caso demorou um total de 17 minutos. Na receita original pode ser visto um excelente passo a passo.

quinta-feira, 9 de Setembro de 2010

Baklava


A Baklava é uma sobremesa típica de alguns países do Médio Oriente mas também muito presente na Grécia. Em Kalampaka (a cidade que fica em baixo de Meteora) comi uma que estava deliciosa e apesar dos Gregos serem grandes adeptos de pastelarias (há quase uma em cada esquina) não voltei a comer mais nenhuma. Mas a vontade ficou cá e a gulosa que vive dentro de mim, resolveu meter mãos à obra e satisfazer o desejo ;)
.
Existem inúmeras receitas, quer na net quer em livros, no entanto e penso que devido a erros de tradução (fica-me sempre a dúvida de se quem traduz livros de cozinha percebe alguma coisa de alimentos…. Mas só isso dava outro post) muitas receitas pedem para usar massa folhada em vez de massa filo… indo ao ponto de na explicação da receita pedirem para sobrepor 5 a 10 placas de massa folhada só para a base…. pois… havia de ficar bonito.
.
Acabei por adaptar uma receita que vinha neste livro. No fundo qualquer Baklava parte de uma receita muito simples com apenas 3 componentes, massa filo com mateiga, frutos secos e calda. Os frutos secos podem ser aqueles que se quiserem e a calda leva sempre água de flor de laranjeira, que eu que não encontrei à venda (também não procurei muito) por isso se alguém souber onde se vende por favor diga-me porque acho que realmente faz falta.
.
Esta quantidade de Ingredientes rende 16 quadrados de 6x6cm cada. Eu fiz apenas ¼ da receita e com isso consegui 4 quadrados como os da foto.
.
Ingredientes para a Calda:
375ml de água
500gr de Açúcar
90gr de Mel
60ml de Sumo de Limão
2 Colheres de Sopa de água de Flor de Laranjeira (não usei)
.
Ingredientes para o Recheio:
600gr de Frutos Secos (a receita pedia nozes, pistáchios e amêndoas) mas usei uma mistura de Avelãs, amêndoas, pistáchios*, pinhões e sementes de sésamo.
2 colheres de Chá de Canela em Pó.
.
Ingredientes para a Base:
375gr de Massa Filo
200gr de Manteiga derretida
.
Fazer primeiro a calda levando ao lume a água com o açúcar, deixar derreter o açúcar e depois ferver durante 5 minutos. Misturar o mel, o sumo de limão e a agua de flor de laranjeira e deixar ferver mais 2 minutos. Retirar do fogo e deixar arrefecer.
.
Aquecer o forno a 170º, entretanto triturar os frutos secos juntamente com a canela até obter uma mistura relativamente grossa, eu triturei tudo na Bimby 20 segundos na velocidade 5.
.
Untar uma forma quadrada ou rectangular e começar a dispor a massa filo cortada ao tamanho da forma. Para a base são necessárias 5 folhas sobrepostas que devem estar pinceladas dos 2 lados com manteiga. Colocar por cima da massa os frutos secos bem espalhados, (com mais ou menos 1cm de espessura), voltar a colocar mais 5 folhas de massa sempre untadas com manteiga dos 2 lados e voltar a colocar novamente mais frutos secos e assim sucessivamente terminando com 5 folhas de massa.
No fim serão colocadas 20 folhas de massa (em 4 vezes) e 3 camadas de frutos secos.
.
Antes de levar ao forno fazer uns cortes na massa quase até ao fim do tabuleiro formando uns quadrados. Levar ao forno até estar dourado, mais ou menos 30 minutos.
.
Quando sair do forno voltar a acentuar com uma faca os quadrados, desta vez até ao fim da massa. Regar tudo com a calda já fria e deixar arrefecer completamente antes de servir.
.
A Baklava é por norma bem molhada e por isso bastante doce, eu usei apenas metade da calda indicada, o que a tornou mais crocante e menos húmida mas ligeiramente menos doce.
.
* É importante que os pistáchios sejam sem sal.

quinta-feira, 2 de Setembro de 2010

Meteora

Assim que soubemos que não poderíamos sair da União Europeia e que teríamos que recorrer a um "Plano B", as ideias que surgiram imediatamente foram a Transilvania e Meteora na Grécia.
.
Tenho de confessar que eu nunca tinha sequer ouvido falar de Meteoramea culpa… porque deve ser dos sítios mais interessante da Grécia.
No cimo de vários montes existem há séculos alguns mosteiros, já foram mais de 20 mas neste momento são apenas 6. Alguns são acessíveis de carro (aqueles que têm normalmente mais visitantes) e outros apenas por escadas feitas na rocha, estes obviamente são menos visitados. As rochas são impressionantes tanto na altura como nas cores, oscilando entre uma enorme variedade de cinzas e castanhos.
.
Acabámos por visitar um de cada, começamos pelo menos óbvio, o mosteiro de Agia Tríada (Santíssima Trindade) para o qual tivemos de subir uma escadaria circular. Eram degraus e mais degraus, seriam por volta de 150 mas com os mais de 30º que se faziam sentir, para mim foram mais de 1500 :) Mas no fim a magnifica vista recompensou o esforço. O meu amigo Zé António que sabe tudo sobre James Bond disse-me mais tarde que este mosteiro entrou no filme “007 Missão Ultra-Secreta” algures nos anos 80. Este mosteiro é o da foto 1.
.
Mais tarde visitamos o mosteiro de Holy Meteora. É um dos maiores e actualmente um convento onde vivem algumas freiras em permanência. Uma curiosidade era o facto de estarem a distribuir à entrada uns panos para colocar à volta da cintura de forma a que todas as mulheres estivessem (aparentemente) de saia.
Tendo em conta que estávamos num lugar sagrado, podia fazer sentido se estivéssemos de calções ou de mini saia, uma vez que mostrar as pernas podia ser “indecoroso” mas não… destribuíam apenas os panos às mulheres que estavam de calções e de calças… ou seja o problema não era o mostrar ou não as pernas… o problema era não estar vestida de “mulher”.
Todas as mulheres que estavam de vestido ou de saia eram dispensadas do pano. Eu estava de calças e por isso à porta uma das freiras deu-me um tecido às flores azuis, eu dei uma rápida vista de olhos a todos os panos e com um sorriso pedi-lhe para trocar por um outro… ás bolinhas… onde há bolinhas não se pensa duas vezes… :) Este mosteiro é o da foto 2.
.
E porque “o seu a seu dono”, as fotos de hoje foram tiradas, mais uma vez, pelo Sr. Girassol ;)