quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010

Bom 2011

Este foi um ano especial polvilhados por, Amigos, Bolinhas, Carinho, Dádivas, Encontros, Felicidade, Gargalhadas, Humor, Inícios, Jantares, Lugares, Mimos, Novidades, Opções, Prazeres, Quilómetros, Relações, Surpresas, Trabalho, União, Viagens, Xícaras e Zunzuns.
.
Para todos os meus amigos na "vida real" que por aqui passam, para todos os outros que eu não conheço e que de alguma forma me vão acompanhando, mas especialmente para aqueles amigos que de virtuais passaram a reais este ano, um grande abraço e um excelente 2011.

sexta-feira, 24 de Dezembro de 2010

Porque hoje é Natal...

Há-de haver um ano em que vou desejar a chegada do Natal…
Há-de haver um ano em que vou perceber a azáfama da compra dos presentes…
Há-de haver um ano em que vou cozinhar sonhos...
Há-de haver um ano em que o jantar de Natal não seja apenas mais um jantar…
Há-de haver um ano em que vou gostar do Natal….
.
Este ainda não é o Ano!

Para todos os que passam por aqui e gostam do Natal (e para os outros como eu) um excelente dia rodeados de coisas e de pessoas doces.
.
P.S A bolacha da foto foi feita seguindo a receita da Querida Suzana para as Casinhas de Gengibre.

terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

+1

Se é verdade que a vida começa aos 40 :) os 365 dias que passaram foram um ano zero. Este foi sem dúvida um bom ano, um ano muito agitado e por isso vivido. Um ano em que aconteceram coisas muito boas e algumas menos boas, um ano de aprendizagem e de novos amigos.
.
Este foi o ano em que depois de tantos anos a seguir as setas azuis que dizem “Sul” passei a seguir as que dizem “Norte”, como prova de que o caminho nem sempre é por onde o imaginámos.
.
Quando os ponteiros marcarem os 41 vou estar na minha cidade favorita… Porque ao contrário do que se diz devemos sempre voltar aos lugares onde já fomos felizes.
.
P.S. Foto de Annie Leibovitz para o calendário Lavazza de 2009.

terça-feira, 7 de Dezembro de 2010

Harina em Madrid

Se a minha relação com Espanha já vem de muito longe, a minha relação com Madrid terá apenas uns 15 anos (Tanto? Tão pouco?) considero-a por isso uma paixão tardia. Mas se quisesse dizer quantas vezes já lá estive, mesmo com um bom esforço de memória, não sei se conseguia… Devo ser das poucas pessoas no mundo que gosta mais de Madrid do que de Barcelona… Com a excepção dos Madrilenos, claro ;)

Em Madrid, já estive com 42º e com -2º, já estive em trabalho e em lazer, já estive doente e já fui feliz, já estive com colegas, com inúmeros amigos e muitas vezes sozinha. Gosto de passear pelas mesmas ruas sem mapa, gosto da movida que move a cidade a toda a hora, gosto dos museus e das tapas, gosto de voltar aos mesmo sítios e de descobrir sítios novos… como este.

O Harina (farinha em Castelhano) é uma padaria/ café com um ar absolutamente delicado, todo branco, como a farinha. Fica mesmo no centro de Madrid em frente ao Parque do Retiro. É um daqueles sítios onde se pode comer o que se quiser a qualquer hora e onde apetece ficar a preguiçar. Achei particularmente engraçada a forma de servir a salada de frutas.

Na rua tem uma óptima esplanada que com os 5 graus que se faziam sentir estava vazia, e umas bicicletas também brancas que podem ser emprestadas aos clientes para passearem no parque. É um daqueles sítios onde tenho a certeza que vou voltar.